Prazeres da Existência.

Pão Essênio pronto e no mesmo dia reparti um dos pães com meu pai. Comemos todo ele sem nada por cima, só o pão de tão bom que estava.

Meu amado Pai é um homem muito exigente quando o assunto é pão. Ele vai a Nova Petrópolis para buscar o que ele considera ser um pão de verdade, diz que em Porto Alegre não tem pão que lhe agrade. Pois bem, ofereci o Pão Essênio recém pronto ao meu pai e segundos de quietude se seguem. Logo uma exclamação rompe o silêncio:

Bah, mas que maravilha esse pão ! ! ! !

Isso que meu pai é muito sincero e não tem receio de dizer o que pensa.

Bueno, no outro dia eu preparei uma singela GuacaMole para comer com o outro Pão no meu café da tarde. Foi muito fácil e divertido.

Eu já tinha um belo Abacate e por isso só precisei colher os tomates e os temperos.

Encima do vidro todas as ferramentas utilizadas para fazer a GuacaMole:

Os temperos que não vieram do pátio vieram da janela da cozinha, 🙂

Todos temperos são somente folhas de plantas que seguem vivas, felizes e faceiras. Por onde um dia escorreu outra coisa, hoje escorrem tomatinhos recém colhidos, 🙂

Poucos instantes depois e tudo pronto, aproveito e vou comer na companhia dos meus amigos Mel e Matheus.

Pronto, poderia ter terminado aqui não fosse o interesse da galera em volta sobre o que de tão bom que eu estava comendo.

Agora sim se foi toda Guaca e todo Pão Essênio.

Estar vivo e em boa companhia.

Alegria, alegria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *